segunda-feira, 24 de março de 2008

Salazar

Deixem já que vos diga que acho este gajo o "pior de todos os portugueses!". Salazar faz-me logo pensar em bolor, em tontice e em gente que guarda o dinheiro debaixo do colchão da cama.

Uma das coisas que mais confusão me faz em relação à somítica figura era o seu ódio à Madeira e aos madeirenses. Por cá pagávamos mais impostos que os restantes portugueses, recebíamos menos dinheiro que o restante país para nos desenvolvermos, tínhamos estatuto de província e eramos tratados como sub-produto colonial.

Eu penso que o botas deve ter conhecido uma miúda madeirense com o bom gosto suficiente para lhe não dar sopa. E a partir daí ficou frustrado e por causa disso, quando pode, vingou-se nos madeirenses.

Aqui à coisa de um ano o Salazar foi eleito o Maior dos Portugueses num concurso televisivo. Não podia ser de outra maneira. Graças a Deus que nós, madeirenses, votámos muito pouco em tão vil e ultrajante figura da nossa história.

Mas consigo também entender o voto maciço dos do rectângulo no Botas.

Senão vejamos os 10 finalistas sob os olhos da cubanagem:

Vasco da Gama - gajo sem estatuto que teve a lata de contrariar o Colombo dizendo que tinha descoberto outra Índia. Baralhou as descobertas todas por causa disto provocando fortes tensões diplomáticas entre Portugal e Espanha;
Marquês de Pombal - apesar de ter apostado em forte desenvolvimento do país foi o culpado pelo terramoto de 1755, que não foi mais do que um castigo de Deus pela expulsão dos jesuítas;
Fernando Pessoa - votar neste gajo era batota pois não se votava num mas numa data deles;
Infante D. Henrique - um príncipe meio abichanado que só pensava em viagens e paradas gay;
D. João II - bom demais para poder ser português. Muita cubanagem pensa que El Rey era estrangeiro e por isso devia ser eliminado;
Luís de Camões - o pessoal tem que gramar com a treta dos Lusíadas no 9º ano e ainda querem que votemos nele?;
D. Afonso Henriques - o quê? votar no gajo que inventou esta treta? Nunca! Se não fosse ele agora eramos espanhóis!;
Aristides de Sousa Mendes - olha, olha o bonzinho... vais teres o meu voto vais....
Álvaro Cunhal - e eu sou lá gajo de votar em comunas...
António de Oliveira Salazar - pois está claro que voto neste gajo. Ele representa o português tipo: mesquinho, somítico, inculto e idiota...

2 comentários:

Nuno Morna disse...

Não esquecer que só cerca de 95 mil portugueses votaram neste chaço. O que não chega a representar 1% dos portugueses. É esse 1% que representa o passado e são mesquinhos, somíticos, incultos e idiotas

Alix disse...

mas muito activos e barulhentos...